LIVRO: JOGANDO XADREZ COM OS ANJOS

06:52

Hey guys!

Tudo bem com vocês? Preparados para o fim de semana?

O post de hoje é sobre um livro nacional, quem gosta? Acho super importante valorizarmos os escritores da nossa terrinha que aliás, conheço poucos e preciso ler mais livros daqui. 
Primeiramente, me interessei pelo livro pois a trama se passa nos tempos da guerra, na verdade pós guerra, que já comentei por aqui que gosto muito desse tipo de livro. 

Quase chorei quando fui pegar o livro e vi que tinha feito orelhas na capa :(
Sinopse: Inglaterra, 1947. A Europa encontra-se devastada pela Segunda Guerra Mundial, assim como o coração de Anny. A garota de oito anos vê seu mundo desmoronar ao receber a notícia de que não poderá mais viver com os pais e terá que se mudar de casa levando pouco mais que seu tabuleiro de xadrez. Tudo parecia um pesadelo, até que surge Pepeu, um jovem misterioso que mudará para sempre a vida de Anny, levando-a a aprender sobre o mundo e a viver momentos emocionantes sem sair dos canteiros de seu pequeno jardim. Ao lado de anjos que são colocados em sua jornada, a doce menina aprende a enfrentar as dificuldades através de lições de abnegação, fé e amor verdadeiro.

Anny é uma garotinha que oito anos que tem uma vida razoavelmente boa, apesar de sentir muito a falta dos pais e viver cercada de empregados numa mansão. A mãe a trata de uma forma fria, mesmo ficando sem a ver por tantos dias. Já o pai a enche de mimos, brinca com ela e sente tanto a falta dela quando ela sente dele. Sempre quando eles vem para casa é uma enorme alegria para Anny, que não queria ter que se separar mais dos pais tantas vezes. 
Até que um dia o seu mundo desmorona sem ela nem ao menos ter tempo para digerir a situação. Seus pais voltam de viagem e dizem que a mansão terá que ficar fechada por um tempo e ela terá que morar com a Sra. Jane, sua professora, e seu esposo. Anny sai de sua casa levando somente sua ovelhinha de pelúcia, Tiara e seu tabuleiro de xadrez que ganhou de seu pai, Jefferson e que costumava jogar com ele todas as noites em que ele estava em casa. 
Na casa da Sra. Jane, Anny é tratada como um estorvo. Apesar de seus pais mandarem dinheiro para que o casal cuide dela, a Sra. Jane tem um ódio gratuito por ela, a alimenta mal e ainda faz a menina cuidar dos afazeres domésticos. Ela passa fome e frio, pois passa todo o inverno com somente uma coberta vermelha. Sofre muito, porém não perde a esperança e não alimenta sentimentos ruins por ninguém. 


Para ajudá-la a enfrentar todas essas dificuldades que uma criança da idade dela não deveria passar, ela começa a cuidar do jardim da casa da Sra. Jane, que estava abandonado e também porque de lá ela consegue ver a mansão, de onde ela sente tanta falta. Lá ela conhece Pepeu, que se torna um grande amigo e a ensina muitas coisas. É um ótimo conselheiro e ajuda Anny em muitas situações. A amizade dos dois vai crescendo sem nenhum dos dois entender o porque, mas um ajuda o outro a enfrentar as dificuldades que estão passando. 
Anny aos poucos vai mudando a vida de todos a sua volta com sua bondade, sua incapacidade de sentir ódio e guardar rancor. Apesar de todos os acontecimentos ruins em sua vida, ela não perdeu a esperança de que teria uma vida melhor e pensava que as pessoas não são más, elas se tornam amargas devido as circunstâncias da vida. Ela nos ensina muito a não julgar, a perdoar e a não guardar mágoas. 


Particularmente, para mim o livro poderia ser menos extenso. Ele se torna repetitivo em algumas partes, tornando a leitura um pouco cansativa. Ele conta a vida toda da personagem praticamente, e o final pra mim achei que poderia ser melhor e deixou algumas coisas sem solução. 
Contudo, ainda recomendaria para quem gosta de lições de vida e histórias com final feliz. O livro é muito tocante e nos faz refletir, sabe? Nos faz pensar em como guardar rancor é uma coisa inútil, que só vai fazer mal para você mesmo. Por se tratar de anjos, a história é narrada com tanta delicadeza e sensibilidade que faz com que viajemos na história. Ele trata principalmente da amizade verdadeira, aquela que você pode contar em todos os momentos - e que está se tornando cada vez mais rara, infelizmente. 
"Os desafios impostos em nossa jornada são também formas de provarmos o nosso amor. [...] Estou começando a entender que, se isso nos aconteceu é porque Deus, de alguma forma, tem planos maiores para nós - maiores do que nós mesmos tínhamos."
Quando terminei de ler fiquei um tempo digerindo a história, pois ela causa vários tipos de emoções e reflexões. Acho que vale a pena a leitura. Esse livro me deixou de ressaca literária por semanas! haha

E então, gostaram da história? Leriam ou já leram? Aguardo vocês nos comentários!

Kisses

Você também poderá gostar de:

0 comentários

.