Orange Is The New Black: Uma série sobre mulheres fortes

07:37


Hey guys!
Tudo bem com vocês? Comigo tudo meio conturbado, mas logo vai passar (assim espero haha)

Então, já passamos da metade do mês de outubro, como voa, nossa! E continuando na vibe outubro rosa senti que era hora de falar sobre uma das séries que ando viciada no momento que é Orange Is The New Black.

Sinopse: Piper Chapman (Taylor Schilling) é uma mulher por volta de seus 30 anos que é sentenciada a 15 meses de prisão após ter cometido crimes para sua ex-namorada, a traficante Alex (Laura Prepon) — que não vê há mais de uma década. Piper troca a sua vida confortável de Nova York, com o noivo Larry (Jason Biggs), pelo macacão laranja, e cumpre sua sentença na Penitenciária Feminina de Litchfield. Para sobreviver, ela precisa aprender a conviver com as outras detentas, como Red (Kate Mulgrew), Nicky (Natasha Lyonne), Taystee (Danielle Brooks) e Crazy Eyes (Uzo Aduba). O que Piper não espera é encontrar a ex cumprindo pena no mesmo lugar.


Tudo começa quando Piper resolve se entregar a cumprir pena sobre um crime que de certa forma participou no passado, com a sua namorada da época Alex. Porém muitas coisas haviam mudado na vida de Piper, ela estava noiva, apaixonada e esses 15 meses na prisão seriam uma tortura pra ela. Ela achava que estava psicologicamente preparada para enfrentar tudo aquilo, mas as coisas saíram piores do que ela pensava, pelo menos de início. 
Com o tempo, ela começa a de certa forma se habituar com a rotina na prisão, a comida ruim, os banheiros coletivos e cheio de mofo, assédio de alguns policiais e várias outras situações que ela e as outras detentas tem que passar diariamente. 


Mas porque é uma série sobre mulheres fortes se elas estão na prisão? Se elas estão na prisão é porque foram fracas e cometeram crimes para ir parar lá, certo?

Certo! O que a série mostra muito através de seus flashbacks é que todas elas viveram situações desfavoráveis. Algumas se envolveram com pessoas erradas. Algumas se envolveram com drogas. Algumas fizeram coisas ilegais para garantir o sustento dos seus filhos. Algumas mataram por amor. E claro, tem aquelas que amam o mundo do crime, raras exceções haha. 
Mas o que nenhuma delas esperava é que um dia seriam pegas. Mas elas foram. O mal de muitas pessoas que cometem crimes (seja de qual natureza for) é que eles acham que nunca vão se encrencar, que não serão descobertos, que não irão parar na prisão. Mas um dia isso acontece, e é aí que eu chego na minha resposta para essa pergunta: é aí que todas essas mulheres aprenderam a ser fortes. 

Todas elas tiveram que conviver com a distância da família, dos amigos, com o abandono dos familiares muitas vezes; Com não poder criar seus filhos, vê-los crescer, poder vê-los raras vezes no ano, não poder participar da educação deles; Tiveram que aceitar a revolta de seus familiares por elas estarem onde estão; Algumas tiveram que ficar sóbrias, se acostumar com a abstinência das drogas (apesar do contrabando sempre existir na prisão), e outras não conseguiram; Algumas tiveram seus filhos enquanto estavam na prisão e não puderam ficar com eles; Muitas vezes são levadas para a solitária por motivos idiotas e quase enlouquecem lá; Lidam com o assédio dos oficiais sem poder dizer uma palavra pois vão ser elas as culpadas. Enfim, são tantas as situações que com certeza elas nunca imaginaram passar na vida.
 Em muitos momentos eu vejo elas como uma grande família sabe? A família das negras, das latinas, das brancas e por aí vai. Aquela família que quando a coisa aperta elas sabem que podem contar, e muitas vezes rende muita confusão, pois uma toma as dores das outras e se defendem com unhas e dentes. 
É incrível ver ao decorrer das temporadas como elas foram mudando também, teve reconciliação entre mãe e filha, mulheres que se tornaram mais sociáveis, mulheres que se tornaram mais frias e calculistas, amizades e amores totalmente improváveis e que deram certo, enfim, muitas mudanças, algumas para melhor, outras para pior e isso é o que deixa interessante, pois algumas personagens se tornam imprevisíveis, você nunca sabe o que vai acontecer em seguida. 


Acredito que a série retrata bem a realidade nas cadeias americanas, são coisas que acontecem realmente no cotidiano de uma penitenciária (aqui no Brasil também, e pelo o que a gente sabe, muitas coisas são bem piores), e agora na quarta temporada elas tiveram que lidar com uma nova realidade: a superlotação, coisa que acontece em quase todas as cadeias. 
A little spoiler: Uma coisa que eu não gostei na quarta temporada foi a mudança de personagens, mas isso acho que é uma questão pessoal minha, meio que me apego aos personagens e acho estranho quando muda, demoro pra me acostumar haha. Não terminei de ver ela ainda, pode ser que mude novamente.
Anyway, eu super recomendo a série, e acho que ela passa grandes lições como: não se envolver no mundo do crime, muitas vezes é uma estrada sem volta; As drogas te fazem ser o que você não é; A aceitar sua sexualidade e que o amor sempre vale a pena (desde que você não mate por isso); A aproveitar uma oportunidade de se divertir quando tiver; A ter cuidado com o que fala, muitas vezes ficar em silêncio pode evitar grandes problemas; E principalmente, a nunca duvidar da sua força e capacidade, você pode SIM! Girl Power! haha

Agora me contem: Vocês concordam comigo? Acham que elas são mulheres fortes? Gostam da série?

Me conta tudo nos comentários!

Kisses




Você também poderá gostar de:

14 comentários

  1. Adoro a série e super concordo que são mulheres fortes! Elas passam essas lições muito importantes da vida, como disse... Drogas, criminalidade, sexuslidade..

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Stephanie!
      Realmente, a série passa muitas lições de vida e elas são super fortes por tudo o que passam.
      Também adoro essa série!
      Beijos

      Excluir
  2. Ahh eu sempre paro o controle nessa série pra assistir mas smepre passo pra outra. Acho que vou dar uma chance pra ela, não imaginava que seria tão girl power no sentido de união assim :) e como você disse, parece uma grande família mesmo <3
    dezoitoemponto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é muito Girl Power! Dá uma chance sim, com certeza você vai amar <3
      Beijos

      Excluir
  3. Eu toda hora falo que vou começar a assistir mas acabo desistindo e pulando pra próxima, mas o teu post me deixou com vontade de realmente assistir, vou ver se dou uma chance pra ela dessa vez! ♥

    blogdaumzoom.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá uma chance sim, com certeza vale a pena!
      Beijos

      Excluir
  4. Essa é uma série que demorei para começar a assistir, mas quando comecei me conquistou de tal modo que sempre que pode eu indico ela. OITNB muda a forma que a gente enxerga muitas coisas e de certa forma nos faz abrir mão de velhos preconceitos.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, comigo aconteceu o mesmo! Série incrível!
      Beijos

      Excluir
  5. Ainda não assisti. Sempre fico muito desconfiada com filmes e séries que fazem sucesso e que tooooodos mundo ama. Mas vou ver o piloto!
    Essa é a primeira resenha que leio dela e me interessei bastante!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha que legal, a primeira! É uma série muito legal, com certeza vale a pena assistir.
      Veja sim que você vai gostar!
      Beijos

      Excluir
  6. Uma coisa que eu adoro demais na série é a sororidade (pelo menos entre as famílias) que só vemos crescer ao decorrer dos episódios. Também acredito ser uma série sobre mulheres fortes que aprenderam a conviver e a se adaptar a sua nova realidade, muitas delas mudando completamente lá dentro e se esforçando muito pra sair de lá e ter uma vida totalmente nova (o caso da Taystee). Adorei como descreveu a série na resenha! Beijão

    Quero ser Miranda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simm, ela mostra muito isso mesmo! Concordo contigo, elas tiveram que se adaptar a uma nova realidade.
      Fico feliz que tenha gostado!
      Beijos

      Excluir
  7. Oiiie!

    Pelo pouco que assisti, concordo com você!! Todas são mulheres fortes e tem que ser para lidarem com aquele ambiente!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, tem que lidar com muita coisa que elas sequer imaginariam!
      Beijos

      Excluir

.